Nei Lima. Brasil. 1954. Designer gráfico e Professor na Fac. Artes Visuais

IMAGENS
 

O ato de desenhar diariamente já é em si uma compulsão muito boa!
Eu o faço por diletantismo e ao mesmo tempo para exercitar, praticando esta arte que nos leva a progredir cada vez mais.
É algo que vem da alma, um prazer inenarrável produzir estes estudos no meu "diário de bordo".
Neste apontamentos, eu fiz uma série de mais de cem desenhos de pessoas que viajavam na mesma barca que eu, na travessia Rio-Niterói-Rio.
Eu recomendo a todos, pelo menos os que gostam de desenhar, que tenham sempre à mão algum caderninho para os apontamentos diários, mesmo os que ainda não dominem inteiramente as várias técnicas, o modo de se expressar através dos traços, colagens ou qualquer outra técnica, é o que vale.
Estamos sempre aprendendo a desenhar, todos os dias e sempre que nos deparamos de frente com uma folha branca.
A intenção de desenhar é sempre um desafio a ser superado e para se ter segurança ao se desempenhar este ato é praticar sempre, se possível, todos os dias, tal e qual faz um músico com seu instrumento.